Buscar
  • Folhear - Psicoterapia

Falta de Ar - Crise de Ansiedade ou Sintoma de Covid-19?

Nos últimos dias a nossa Equipa esteve à conversa com a Dra. Vitória Aleixo (Médica Interna de Medicina Geral e Familiar) para em conjunto diferenciarmos o sintoma “Falta de ar” (Dispneia).



Sendo uma das principais questões que nos tem

surgido em contexto de GPS Crise:

Tenho falta de ar, será ansiedade ou sintoma de Covid-19?




Com a situação atual do país devido à Pandemia pela Covid-19 é natural que todos nós sintamos alguma ansiedade perante a sensação/perceção de ameaça.


A ansiedade manifesta-se de diferentes formas e, em algumas pessoas, pode manifestar-se através da sensação de “falta de ar”, aquilo que os médicos chamam de dispneia.


A sensação de falta de ar relacionada com a ansiedade caracteriza-se por uma sensação de inspiração incompleta, como se no final da inspiração “faltasse um danoninho” para sentirmos os pulmões totalmente cheios. Frequentemente, faz-se acompanhar por uma sensação de aperto no peito, coração acelerado, mãos suadas e tontura.


Esta sensação tende a piorar ou a ser mais evidente quando nos concentramos no que estamos a sentir (ex.: à noite, ao deitar ou pela manhã quando existe a necessidade de retomar o dia).


Um aspeto a destacar é que na ansiedade, por vezes, o único sintoma pode ser a falta de ar, o que é muito diferente da dispneia sentida nas pessoas com pneumonia, nomeadamente quando têm Covid-19, em que a falta de ar vem acompanhada de outros sintomas.


Relativamente a esta questão, a Dra. Vitória reforça que a falta de ar isoladamente não faz o médico pensar na possibilidade de infeção pulmonar. Nestes casos, a dispneia está necessariamente associada a outros sintomas, geralmente a febre (temperatura axilar igual ou superior a 38ºC) e tosse.


É importante ainda referir que a falta de ar, por si só, não é o primeiro sintoma da infeção pulmonar, nem o mais frequente (OMS, 2020; DGS, 2020). Esta, se aparecer, virá na sequência de um quadro semelhante ao da gripe e é tendencialmente sentida quando o estado de saúde se agrava.


Na infeção pulmonar a pessoa sente falta de ar associada a um cansaço extremo, que piora quando a pessoa se movimenta, como se tivesse que se arrastar e lhe "faltassem pulmões" para o conseguir fazer.


Caso sinta que a sua falta de ar parece ser de natureza ansiosa, é importante analisar se existem outros sintomas ou não. Quando começou a sentir falta de ar e se esta se trata de uma sensação constante ou esporádica. Assim, poderá sempre recorrer ao contacto com o/a seu/sua psicólogo/a para tentar procurar ferramentas de regulação emocional e que fomentem a acalmia. Se ainda não tenha acompanhamento psicológico recomendamos que procure um/a profissional com quem possa falar e esclarecer esta questão.


A dra. Vitória acrescenta ainda que, caso surjam leves sintomas de gripe como tosse, febre, cansaço, dores no corpo, recomenda-se que fique em casa e tome paracetamol (como faria noutra situação de gripe). Se os sintomas não melhorem e começar a sentir um agravamento dos mesmos ou falta de ar, deverá então contactar Linha de Saúde 24 ou, como alternativa, contactar telefonicamente o seu médico de família/ médico que conheça.


Dados Oficiais:

https://www.who.int/news-room/q-a-detail/q-a-coronaviruses

https://covid19.min-saude.pt/perguntas-frequentes/

0 visualização
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black LinkedIn Icon
Logo Folhear6.png